RSS

Arquivo da tag: profissionais de comunicação

Comunique-se Digital ensina como montar uma TV Corporativa

31/05/2012 – 13:26:34


Por Janaína Machado
O último dia do Congresso Mega Brasil de Comunicação 2012, realizado de 29 a 31 de maio, em São Paulo, fechou sua manhã com a palestra “TV Corporativa: O que você precisa saber, para montar uma”, de Rodrigo Azevedo, presidente do Comunique-se. Isso porque Azevedo deu uma verdadeira aula, recheada de dicas, para os profissionais de comunicação que lotaram o auditório com o objetivo de mostrar como é fácil montar uma TV Corporativa dentro de uma empresa e, ainda, valorizar o trabalho da Comunicação Interna.
Hoje, com custos reduzidos, uma empresa tem condições de fazer um Jornal Eletrônico, abandonar o Jornal Mural e ainda chamar a atenção dos funcionários de uma forma mais atrativa, com mensagens diretas e curtas, cheias de imagens, modelos coloridos e excelentes conteúdos. Os softwares, TVs de LCD, roteadores, DataCenters estão mais baratos e, segundo Azevedo, a melhor opção para a empresa é alugar todo o material, para garantir a manutenção. No final de todo o processo a empresa deve treinar os funcionários para realizar boas divulgações, com conteúdos relevantes que vão desde premiações, comunicação institucional, RH e seus benefícios, entrevistas com diretores e funcionários etc..
Os locais de escolha para implantação da TV Corporativa também é muito importante. Sempre a Comunicação Interna deve escolher locais como hall de elevadores, cafeterias, áreas de convivência, salas de espera, áreas de convivência, refeitórios e lanchonetes.
Azevedo, no final de sua palestra fez uma demonstração montando uma TV Corporativa com notícias do Congresso da Mega Brasil, e afirmou que escolher o software certo, formar parcerias com as áreas da empresa e realizar um excelente lançamento da TV, garante o sucesso da mídia e ainda, o profissional de comunicação nunca mais terá problemas de pauta, deixando definitivamente de ser um Indiana Jones para conseguir matérias. (Foto: Agência Imagem)

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31/05/2012 em Uncategorized

 

Tags: , , , , , , , , ,

Comunicadores Sem Fronteiras

Atenção profissional de comunicação! Você sabe o que é “Comunicadores Sem Fronteiras”? Não?

Então está na hora de conhecer este belo trabalho. a Aberje já realizou diversas reuniões e muitos profissionais já estão trabalhando como Comunicadores Sem Fronteiras.

Leia abaixo a reprodução do texto, retirado do site da Aberje, quando o trabalho foi apresentado para um grupo de comuniaadores profissionais.

“Diante das recentes catástrofes naturais que mobilizam as pessoas no país e em vários lugares do mundo e com a convicção de que o atendimento psicológico e psiquiátrico essencialmente em ambientes privados é um exercício de poder, a psicoterapeuta e pesquisadora Profa. Dra. Ana Maria Fonseca Zampieri apresentou a um grupo de comunicadores empresariais o seu Programa de Ajuda Humanitária Psicológica/PAHP. Vários profissionais de diferentes áreas já têm-se unido para uma intervenção grupal nas comunidades atingidas, mas a ideia é dar início a uma ação organizada de comunicadores dispostos a atuar em situações de trauma pelo viés da educação psicossocial, amparados tanto na mídia de massa como nos veículos dirigidos das organizações.

O encontro foi o embrião de um apoio mais sistemático de pessoas físicas e de organizações públicas e privadas para a disseminação de conhecimento à população a respeito de sintomas, do que deve ser feito em casos de quadros psicológicos e psiquiátricos e de como procurar ajuda. Ana relata que as primeiras necessidades para atendimento a vítimas de catástrofes são de alimentos, móveis, agasalhos e medicações. Mas de seis semanas a até seis anos após estas situações, com várias perdas de vida, de referência de moradia e identidade geográfica, podem aparecer sintomas de stress pós-traumático, nem sempre relacionados pelo paciente à causa original. Sua atuação, em parceria com o Rotary Butantã, vem buscando alterar procedimentos com uma triagem e avaliação psicológica dos envolvidos, numa técnica de debriefing, intervenção com grupos pequenos e sociodramas construtivistas de catástrofes e de reconstrução, intervenções individuais, treinamentos de equipes, intervenções em famílias e treinamento de rede local (igrejas, bombeiros, SAMU, médicos, centros comunitários). Já integram o trabalho 140 psicoterapeutas de sete estados.”

O diretor geral da Aberje e Prof. Dr. da ECA-USP, Paulo Nassar, idealizador do projeto “Comunicadores sem Fronteiras” registra que foi feita uma análise da atuação em comunicação de órgãos da Defesa Civil em várias ocasiões de emergência, inclusive de outros países, e vê-se uma lacuna no desempenho. A intenção da entidade, inclusive, é organizar em 2010 no Brasil um seminário dos profissionais das instituições responsáveis pela orientação da população, com relatos de experiências vindas de lugares como New York, New Orleans e Porto Príncipe e dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Maranhão, São Paulo e Rio de Janeiro. A Aberje, atualmente, já disponibiliza bolsas de estudo para oficiais das Forças Armadas freqüentarem seus eventos e a diversidade de seus cinco mil associados, além da própria diretoria com 21 segmentos econômicos representados, podem ser um caminho interessante de conscientização. “Estamos atuando na visão de um Brasil moderno, com pluri-centralismo, de reunião produtiva entre comunicadores”, resume ele.”

A Plano B Consultoria convida o leitor do blog a assistir um vídeo com o diretor geral da Aberje, Paulo Nassar, um comunicador que está sempre à frente das ações da ABERJE, no Plano B Recomenda.

 

Tags: , , , , ,