RSS

Arquivo da tag: Liderança

Curso Liderança 360o e a Integração da Geração X e Y

É cada vez mais importante que os líderes de hoje estejam entoando um mantra no atual ambiente de negócios: “Ser autêntico, ser aberto e ser transparente”. Este mantra foi idealizado por Charlene Li, uma das mulheres mais influentes do mundo no campo da tecnologia. Infelizmente muitas empresas resistem a estes conceitos e preferem liderar de forma tradicional, realizando administrações baseadas em antigos conceitos e no controle centralizado. Este tipo de liderança tem afastado a nova Geração dos postos de trabalho, criando inúmeras insatisfações e a falta de integração com a Geração X, formada por uma turma de profissionais veteranos que ainda estão no mercado e poderiam estar atuando ao lado destes jovens como mentores e coaches. Uma geração de jovens que precisa controlar a impaciência, a ansiedade, possui alto potencial tecnológico, são inovadores, conectados e já tomam conta de 45% do mercado brasileiro. Uma vez integrados com a Geração X e seus líderes, e principalmente, por meio de motivação, a Geração Y tem condições de se preparar e enfrentar desafios do exigente mercado de trabalho e conquistar cargos de lideranças, tornando-se excelentes líderes.
Mesmo com todas as tecnologias e as mídias sociais, as lideranças têm como trazer para bem perto estas duas gerações, para isto basta utilizar novas técnicas, serem abertos e deixar de lado os antigos conceitos de controle que dominaram os antigos mercados de trabalho.
Esta integração é possível e é isto que o Curso de Extensão “Liderança 360o e a Integração da Geração X e Y” pretende apresentar. Inscreva-se! Ele começa no dia 17 de março e será ministrado pela consultora Janaína Machado, Sócia-diretora da Plano B Consultoria, na FACHA – Faculdades Integradas Hélio Alonso, no Rio de Janeiro.
O Curso será em seis sábados, com 4 horas de duração cada aula. Serão 24 horas de aulas mais trabalhos, com carga horária total de 32 horas e as inscrições estão abertas para todo o Brasil.
No link abaixo você poderá obter todos os detalhes do Curso, além da Ementa, currículo da consultora entre outras informações.
Faça já a sua Inscrição
 

Tags: , , , , , , , , , ,

Desperte o interesse de seus alunos

Professores, que tal uma palestra interessante para seus alunos? A Plano B pode ajudar a despertá-los para vários assuntos.

A Plano B está disponibilizando para Universidades cursos e palestras em duas áreas: Comunicação/Marketing/Publicidadde e Relações Internacionais. Você professor, vai traçar limites para o aprendizado de seus alunos? Entre em contato com a Plano B Consultoria.

Entre em contato.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Cursos e palestras para empresas

A Plano B Consultoria está preparada para ajudar sua empresa com cursos e palestras. Entre e contato! Consulte nossos temas no site: http://www.planobconsultoriaempresarial.com

 

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Cursos e Palestras da Plano B! Conheça nosso Folder!

Imagem

Quer saber mais sobre a Plano B Consultoria Empresarial? Nós temos um site. Visite-o e conheça quem somos; nossa metodologia; nosso diferencial e muito mais: http://www.planobconsultoriaempresarial.com

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Líder! Está na hora da mudança

        Entrou na empresa, comece a entoar o mantra: “Ser aberto; ser transparente e ser autêntico.” Não é a Plano B que está falando para o líder ser assim, quem está dizendo é Charlene Li em seu mais recente livro “Liderança Aberta”, que acabo de devorar.

      Mas, quantos líderes, gerentes, coordenadores você conhece e que pratica uma liderança aberta? Mais ainda, quantos profissionais de primeira linha você conhece e que são realmente transparentes? Reflita com cuidado e seja justo. Certamente levou um tempinho para se lembrar. Sabe por quê? Resistência! Poder sobre os seus funcionários!

      A resistência é fácil de analisar. O gerente que não pratica este tipo de liderança que já está dominando o mundo corporativo acha que ser aberto é o momento que ele perderá o controle de sua administração, de sua equipe e do trabalho. Tradicionalmente, ter o controle central é a solução. Como assim? Ainda tem gerente que pensa desta forma? Não se espante! A lista é imensa! 

            Com os avanços tecnológicos este tipo de controle tornou-se impossível de administrar e muitas empresas e muitos gerentes ainda não conseguiram enxergar que uma vez navegando pelas mídias e redes sociais a liderança automaticamente será aberta, podendo melhorar a comunicação, a eficiência da equipe e a tomada de decisão.

            Já pensou em ter um gerente assim? Eu tive poucos, quando não tinha ocorrido a explosão das mídias e redes sociais. Hoje, os acompanho e fico orgulhosa de vê-los ainda atuando em grandes empresas seguindo principalmente os instintos e pensando da seguinte forma: se eu for aberto, se for transparente e se minha equipe puder utilizar as mídias e redes sociais, ela certamente estará mais bem informada, estaremos compartilhando informação e conhecimento. Todos nós iremos lucrar.

            Como diz Charlene Li que sou fã ardorosa:

                                     “O conceito de liderança exige uma nova abordagem, nova mentalidade e novas   competências. Não é suficiente ser bom comunicador. É preciso ser firme ao compartilhar perspectivas e sentimentos pessoais para desenvolver relacionamentos próximos. Comentários on-line não podem ser evitados e não devem ser ignorados. Ao contrário, eles devem ser abraçados como oportunidades de aprendizagem. É necessário, portanto, que estejamos abertos tanto para felicitações como para reclamações todos os dias”.[1]

            Realmente é uma nova mentalidade e poucos no Brasil ainda pensam desta forma. Conheço grandes empresas que ainda teimam em permanecer com o antigo modo de liderança e ainda, uma liderança ameaçadora, principalmente quando há avaliações 360˚. Grandes empresas que não deixam seus funcionários acessarem as redes e mídias sociais com medo da perda de poder e do excesso de informação. Empresas que ainda preferem se manter e se sentem “seguros” com a divulgação de comunicados distribuídos pela comunicação interna. Conheci gerentes que chegavam à empresa beijando seus funcionários como forma de um bom dia de trabalho tentando passar uma gestão aberta, transparente, aconchegante, amiga. Mas na hora do vamos ver…

Este tipo de liderança não tem sobrevivência. Muitas empresas já estão provando que não vale a pena. Sei de muitas que já estão colhendo os frutos desta nova forma de se relacionar. São Empresas 2.0. Que já romperam barreiras vive o futuro, uma nova era e não desejam voltar à forma antiga de liderar. Apesar de ser bem mais difícil e mais complicada de se administrar, pois coisas boas e ruins são compartilhadas, este é o melhor jeito de vencer obstáculos junto à equipe. São empresas que respondem o bom e o ruim, que escutam seus funcionários sem distribuir em reuniões olhares e tons ameaçadores.

Saiba que abrir mão do controle é inevitável. Se não tem o caminho das pedras para começar a realizar este trabalho, aconselho reflexão e compre o livro da Charlene Li. Um horizonte irá se abrir para você que é líder de qualquer empresa. Pequena, média ou grande, não importa. O que você realmente deve pensar é que as mídias e redes sociais estão transformando o mundo e acima de tudo isto, nas empresas estão transformando o modo de liderar.

                                                                                          MUDE!


[1] Li, Charlene, “Liderança Aberta” , Editora Évora, pág, 9, 2011

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

De novo na área

Enfim, voltando a escrever para o blog. Confesso que ele ficou parado por um longo período para meu desespero diário. Como todo mundo diz: nada é por acaso. Foi necessário, pois precisava refletir sobre a área de comunicação e terminar definitivamente a minha tão falada monografia para finalizar o curso de Pós-graduação em Relações Internacionais.

Bem, durante este tempo eu não larguei os livros de comunicação. Aumentei bem a minha biblioteca pessoal, descobri bons autores e outros que nem vale a pena falar. Só me pergunto como conseguem lançar livros. Também li tudo o que poderia para terminar a minha monografia que teve como tema “Islamismo 2.0”. Adorei fazer. Um momento pessoal de puro enriquecimento cultural que não tem preço. Fiz uma análise do uso das redes sociais nos recentes levantes, fazendo uma comparação da Revolução Islâmica no Irã de 1979 com a de junho de 2009. Este tema foi apresentado em minha palestra no Circuito 4×1 do Rio de Janeiro em 29 de abril de 2011.

Você que está lendo este texto avise aos amigos: o blog da Plano B voltou e Janaína Machado está na área. Não pensem que eu não estava observando o mercado de comunicação e o que acontecia no seu dia a dia. O que me deixou mais espantada todo este período foi à velocidade com que a informação está chegando e atropelando as nossas vidas. Cada dia que passa fica mais complicado em acompanhar a velocidade e a enxurrada de informação que chega.

Faço a seguinte pergunta: Você consegue ver e acompanhar tudo que sai nos jornais, revistas, sites, blogs, Twitter, Facebook, LinkedIn, YouTube, Google +, etc.? Impossível é a minha resposta. Pense na sua.

Por mais seletiva e usando aplicativos que me ajudam nesta seleção, não consigo ler tudo que vejo ou mandam para mim. Almoçar com amigos para falar sobre as novidades, participar de eventos como Descolagem e o Circuito 4×1 ajudam nesta seleção. Mesmo assim, saimos deles mergulhados em um oceano de informação.

O jeito foi delimitar ainda mais os assuntos de interesse. Uma pena, mas o cérebro não tem capacidade para tanto. Apesar de um assunto muitas vezes puxar outro e de repente, nos vemos estudando mais um tema para não ficar com aquela cara de bobo por desconhecer totalmente o que está sendo falado. E atire a primeira pedra quem já não passou por uma situação dessas.

Estar de novo na área significa que venho com mais bagagem, pois participei de alguns eventos, fui palestrante e li muito, principalmente assuntos que poderiam interessar a Plano B. Liderança, Geração X e Y, Mídias e Redes Sociais e a minha querida e inseparável Comunicação Interna e Corporativa. Foi um momento de pura desconstrução, de ruptura pessoal para voltar com a cabeça cheia de ideias e principalmente lotada de bagagem cultural.

Então, não vou ficar aqui de blá, blá blá. A monografia está pronta e estou feliz com isto. E o melhor, a Plano B está coordenando a área de comunicação, mídias sociais e redes sociais e é parceira da Brains at Work. A partir de agosto vamos ter muitos temas para falar por aqui. Não poderia deixar meus leitores órfãos de pai e mãe. Sei que muitos gostam de minha opinião e de meus posts. Temos muito trabalho pela frente e quero compartilhar este momento pessoal.

Agosto está aí e a Plano B também. Obrigada a todos os amigos que me apoiaram neste período de afastamento. Valeu!

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

O que se espera de um líder?

O Desenrola, do Nós da Comunicação foi até a PUC/RJ perguntar aos jovens estudantes “o que se espera de um líder?”. Como uma ex-aluna da PUC, formada em Comunicação Social, só tenho que elogiar mais uma vez a equipe do Nós por ter ido até lá para fazer esta pergunta. Me vi em cada olhar, em cada palavra dada por estes estudantes.

Hoje, muitos anos depois, senti uma forte saudade daquele olhar leve mais sabendo exatamente o que quer, pois esta Geração Y já sai da universidade sabendo o que quer e querendo liderar. Eu tenho uma visão clara do que posso esperar de um líder.Veja neste vídeo o que eles acham e o que José Alberto Aranha, diretor do Instituto Gênesis da PUC-Rio, instituição que reúne incubadoras de empresas, deu como a sua definição.

 

Tags: , , , , , , ,