RSS

Arquivo da tag: Geração X e Y

Curso Liderança 360o e a Integração da Geração X e Y

É cada vez mais importante que os líderes de hoje estejam entoando um mantra no atual ambiente de negócios: “Ser autêntico, ser aberto e ser transparente”. Este mantra foi idealizado por Charlene Li, uma das mulheres mais influentes do mundo no campo da tecnologia. Infelizmente muitas empresas resistem a estes conceitos e preferem liderar de forma tradicional, realizando administrações baseadas em antigos conceitos e no controle centralizado. Este tipo de liderança tem afastado a nova Geração dos postos de trabalho, criando inúmeras insatisfações e a falta de integração com a Geração X, formada por uma turma de profissionais veteranos que ainda estão no mercado e poderiam estar atuando ao lado destes jovens como mentores e coaches. Uma geração de jovens que precisa controlar a impaciência, a ansiedade, possui alto potencial tecnológico, são inovadores, conectados e já tomam conta de 45% do mercado brasileiro. Uma vez integrados com a Geração X e seus líderes, e principalmente, por meio de motivação, a Geração Y tem condições de se preparar e enfrentar desafios do exigente mercado de trabalho e conquistar cargos de lideranças, tornando-se excelentes líderes.
Mesmo com todas as tecnologias e as mídias sociais, as lideranças têm como trazer para bem perto estas duas gerações, para isto basta utilizar novas técnicas, serem abertos e deixar de lado os antigos conceitos de controle que dominaram os antigos mercados de trabalho.
Esta integração é possível e é isto que o Curso de Extensão “Liderança 360o e a Integração da Geração X e Y” pretende apresentar. Inscreva-se! Ele começa no dia 17 de março e será ministrado pela consultora Janaína Machado, Sócia-diretora da Plano B Consultoria, na FACHA – Faculdades Integradas Hélio Alonso, no Rio de Janeiro.
O Curso será em seis sábados, com 4 horas de duração cada aula. Serão 24 horas de aulas mais trabalhos, com carga horária total de 32 horas e as inscrições estão abertas para todo o Brasil.
No link abaixo você poderá obter todos os detalhes do Curso, além da Ementa, currículo da consultora entre outras informações.
Faça já a sua Inscrição
 

Tags: , , , , , , , , , ,

Desperte o interesse de seus alunos

Professores, que tal uma palestra interessante para seus alunos? A Plano B pode ajudar a despertá-los para vários assuntos.

A Plano B está disponibilizando para Universidades cursos e palestras em duas áreas: Comunicação/Marketing/Publicidadde e Relações Internacionais. Você professor, vai traçar limites para o aprendizado de seus alunos? Entre em contato com a Plano B Consultoria.

Entre em contato.

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Cursos e palestras para empresas

A Plano B Consultoria está preparada para ajudar sua empresa com cursos e palestras. Entre e contato! Consulte nossos temas no site: http://www.planobconsultoriaempresarial.com

 

 

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Agora a Plano B Consultoria tem um site!

Sim! Demorou, mas o site da Plano B nasceu na madrugada de sexta-feira, dia 25 de novembro de 2011.

Estou super orgulhosa do trabalho, porque tive a coragem de sentar e sozinha, com todos os problemas entre cadeira e teclado, tentar construir um site do jeito que desejava. Tudo com conteúdo muito bem pensado e com o foco que tanto queria depois de um tempo super sabático para estudar, terminar a minha monografia da Pós-Graduação em Relações Internacionais e me aprofundar em uma montanha de livros sobre Mídias e Redes Sociais, MKT Digital, Geração X e Y, Liderança, entre muitos e muitos outros.

A Plano B Consultoria Empresarial e Assessoria de Imprensa, deixa de realizar assessoria para focar em cursos e palestras para empresas e universidades, com uma linguagem simples, acessível e ainda personalizado caso o cliente queira utilizar seu próprio método de ensino.

Não vamos deixar de realizar planejamentos estratégicos de comunicação integrada. Nesta integração, caso um cliente necessite de em um planejamento estratégico e dentro dele por exemplo tenha que ter uma trabalho de Assessoria de Imprensa, a Plano B indicará uma empresa de sua inteira confiança para que o trabalho e o sonho do cliente possa ser realizado.

Parcerias são sempre importantes para qualquer tipo de trabalho, pois boas ideias movem o mundo e com várias cabeças pensantes vamos ter muita informação e conhecimento sendo trocado.

É isso! Temos um site e você que curte o nosso blog, vai poder agora curtir um site simples, explicando o que fazemos.

Visite-nos! Divulgue-nos para seus amigos! Atuamos em todo o Brasil.

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Hã? Férias? Que férias?

No último dia de julho fui pega de surpresa. Liguei para minha prima, com a intenção de marcar aquele cineminha de criança com sua filhota e minha sobrinha de 8 anos e ganhei um: não vai dar. Para a minha infeliz surpresa, no dia seguinte ela já estaria de volta às aulas.

Como assim? Quando eu e minhas primas tínhamos férias elas eram imensas. As sonhadas férias de final de ano duravam três longos meses e só voltávamos para o colégio depois do Carnaval, quer dizer, férias começando no final de novembro e iniciando em março. No meio do ano então, eram férias de um mês e meio.

Descobri que a coitadinha de minha sobrinha tem apenas 15 dias no meio do ano e um mês e meio quando termina o ano letivo. Me bateu uma preocupação. O que a era da informação, do conhecimento, do avanço tecnológico, da transformação está fazendo com nossas crianças? Certamente estas crianças já estão transformadas. São crianças cansadas, que não tem tempo nem para brincar, enfurnadas em casa o dia inteiro em companhia do computador, enquanto seus pais trabalham.

Uma diferença louca entre a Geração X, Y e esta que a minha sobrinha pertence e ainda não tem nome: @ ou Z. A minha geração aprendeu a ter férias ao ar livre, brincando de roda, andando de bicicleta, passando meses na casa de verão da família, curtindo cada segundo, fazendo expedições e roubando caju e carambola das casas vizinhas. Raramente vemos crianças assim.

Hoje a Geração Y e Z não conseguem se desgrudar de seus Ipods, IPhones, e computadores. As brincadeiras de criança foram trocadas pelos jogos interativos. A praia pelos shoppings e assim mesmo, com os olhos grudados no celular.  No Natal a gente pedia bonecas, autoramas, patins, Atari – o PlayStation da época. Brinquedos que levam a garotada da Geração Y e Z morrerem de rir.

Poucos são os pais desta nova geração que se preocupam em tão pouco tempo dar férias aos seus filhos. Cinema, praia, interação com os amiguinhos fora da escola.

Não estou aqui condenando a Internet. Ela modificou nossas vidas, como nos relacionamos e fazemos amigos. A nova geração faz amigos virtuais e a Geração X acha os velhos amigos na rede social e adquiri novos da mesma forma que a Y.

A Internet é um mundo incalculável de informação e é claro, queremos que a Geração Y e Z saiba utilizá-la de forma adequada.  Fiquei horrorizada ao ler no final de semana a notícia de um menino inglês que morreu após uma trombose. Ele tinha o vício de ficar 12 horas por dia em frente ao computador, se comunicando com os amigos e brincando com jogos virtuais. O pai dele informou que o menino era uma criança que não dava trabalho, pois estava longe das drogas e perto dos olhos da família. O que este pai não conseguiu perceber é que seu filho, apesar de estar perto dos olhos protetores da família acabou morrendo porque não se exercitava, não levantava um único segundo em 12 horas para movimentar braços e pernas.

Perto dos olhos, longe do coração. Acho que não é exatamente isto que queremos para nossos filhos. Como qualquer pai protetor o ideal é estar perto dos olhos e do coração. Eles podem e devem utilizar todos os avanços tecnológicos. É inevitável o acesso, hoje toda a informação circula pela Internet e lá dentro está o mundo.

A Geração X se adaptou a todos os avanços para acompanhar seus filhos e futuros netos. Uma geração que se desconstruiu para se reconstruiu e nascer junto com esta nova era. Mas ainda se deparam com as diferenças de quando eram crianças e não é difícil estranhar e principalmente comparar.

Quem faz parte da Geração X se lembra perfeitamente que era ótimo curtir uma viagem com os amigos. Hoje, os novos jovens sabem que curtir é um enter no botão no Facebook. A geração anterior também fazia natação, inglês, jogava futebol, vôlei, balé, estudava piano. Eram atividades variadas, extras e amadas. A nova não consegue nem respirar, fazem tudo isto e ainda ganharam de brinde: espanhol, judô, capoeira e se duvidar em breve, mandarim. O negócio é voltar para casa junto com os pais. Eles possuem uma agenda adequada às etapas de trabalho que seus pais devem cumpri durante o dia. Nas férias: computador.

O Admirável Mundo Novo já chegou e muitos nem se deram conta de que ele se moderniza a cada dia. Transformações, inovações, ideias, criatividade, conhecimento, informação são oferecidos de forma ilimitada na internet e está ao alcance dos dedos e olhos de qualquer geração.  Mas tudo tem seu tempo e sua hora.

Já que: “Querida, encolhi as férias” e os pais quase não conseguem coincidir as férias com a de seus filhos, o jeito é ter um bom computador em casa para acabar com a solidão destas crianças. Isto é certo? Diminui a culpa dos pais trabalhadores? Sei não!

Mas, férias são férias. Vale dar férias também para a Internet. O problema é que as novas gerações acham que ficar um segundo longe dela estará fora do grupo e das inovações. Se sentem excluídos quando não sabem das novidades ao mesmo tempo dos amigos. Uma geração que prefere e se acostumou a trocar divertimento por aplicativos, pois estes são os divertimentos.

Já que o computador virou playground só resta aos pais não se culpar. Fiquem de olho para que não vire um vício, a ponto de esquecer a vida. Quanto ao meu cineminha com minha sobrinha, ficou adiado. A pobrezinha já volta tendo que fazer prova. Oh vida dura essa da Geração Y e Z, cada vez mais informatizada, mas se não for assim…

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

De novo na área

Enfim, voltando a escrever para o blog. Confesso que ele ficou parado por um longo período para meu desespero diário. Como todo mundo diz: nada é por acaso. Foi necessário, pois precisava refletir sobre a área de comunicação e terminar definitivamente a minha tão falada monografia para finalizar o curso de Pós-graduação em Relações Internacionais.

Bem, durante este tempo eu não larguei os livros de comunicação. Aumentei bem a minha biblioteca pessoal, descobri bons autores e outros que nem vale a pena falar. Só me pergunto como conseguem lançar livros. Também li tudo o que poderia para terminar a minha monografia que teve como tema “Islamismo 2.0”. Adorei fazer. Um momento pessoal de puro enriquecimento cultural que não tem preço. Fiz uma análise do uso das redes sociais nos recentes levantes, fazendo uma comparação da Revolução Islâmica no Irã de 1979 com a de junho de 2009. Este tema foi apresentado em minha palestra no Circuito 4×1 do Rio de Janeiro em 29 de abril de 2011.

Você que está lendo este texto avise aos amigos: o blog da Plano B voltou e Janaína Machado está na área. Não pensem que eu não estava observando o mercado de comunicação e o que acontecia no seu dia a dia. O que me deixou mais espantada todo este período foi à velocidade com que a informação está chegando e atropelando as nossas vidas. Cada dia que passa fica mais complicado em acompanhar a velocidade e a enxurrada de informação que chega.

Faço a seguinte pergunta: Você consegue ver e acompanhar tudo que sai nos jornais, revistas, sites, blogs, Twitter, Facebook, LinkedIn, YouTube, Google +, etc.? Impossível é a minha resposta. Pense na sua.

Por mais seletiva e usando aplicativos que me ajudam nesta seleção, não consigo ler tudo que vejo ou mandam para mim. Almoçar com amigos para falar sobre as novidades, participar de eventos como Descolagem e o Circuito 4×1 ajudam nesta seleção. Mesmo assim, saimos deles mergulhados em um oceano de informação.

O jeito foi delimitar ainda mais os assuntos de interesse. Uma pena, mas o cérebro não tem capacidade para tanto. Apesar de um assunto muitas vezes puxar outro e de repente, nos vemos estudando mais um tema para não ficar com aquela cara de bobo por desconhecer totalmente o que está sendo falado. E atire a primeira pedra quem já não passou por uma situação dessas.

Estar de novo na área significa que venho com mais bagagem, pois participei de alguns eventos, fui palestrante e li muito, principalmente assuntos que poderiam interessar a Plano B. Liderança, Geração X e Y, Mídias e Redes Sociais e a minha querida e inseparável Comunicação Interna e Corporativa. Foi um momento de pura desconstrução, de ruptura pessoal para voltar com a cabeça cheia de ideias e principalmente lotada de bagagem cultural.

Então, não vou ficar aqui de blá, blá blá. A monografia está pronta e estou feliz com isto. E o melhor, a Plano B está coordenando a área de comunicação, mídias sociais e redes sociais e é parceira da Brains at Work. A partir de agosto vamos ter muitos temas para falar por aqui. Não poderia deixar meus leitores órfãos de pai e mãe. Sei que muitos gostam de minha opinião e de meus posts. Temos muito trabalho pela frente e quero compartilhar este momento pessoal.

Agosto está aí e a Plano B também. Obrigada a todos os amigos que me apoiaram neste período de afastamento. Valeu!

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

A relação empresas-agências de comunicação

Assista no site Nós da Comunicação, vídeo gravado com diversos profissionais da área  abordando a relação existente entre as empresas-agências de comunicação. O evento foi no Rio de Janeiro em 11 de março durante o encontro ‘Abracom – 2ª década do século XXI.

Não perca também, na mesma página em que será direcionado,  o vídeo de Ciro Reis, presidente da Abracom.

Clique na palavra ou na imagem: Nós da Comunicação

 

Tags: , , , , , , ,