RSS

Arquivo da tag: criatividade

GM Brasil: desafio de engajar funcionários e clientes via redes sociais

30/05/2012 – 15:46:39

Imagem
Por Janaína Machado

A manhã do segundo dia do Congresso de Comunicação Corporativa da Mega Brasil 2012, que vai até o dia 31, terminou com a palestra “A General Motors e suas experiências com as Redes Sociais”, de Pedro Luiz Dias, Diretor de Comunicação da General Motors do Brasil. Considerada a maior fabricante de veículos do mundo e presente há 87 anos no Brasil, a GM Company vê as redes sociais como uma das ferramentas mais importantes hoje para a divulgação de produtos e serviços.
Segundo Pedro Luiz, a GM é uma empresa que prioriza a comunicação e as mais modernas ferramentas de redes sociais desde 2006, uma vez que a montadora enfrenta grande competitividade em seu setor de atuação, ajudando a companhia nas importantes tomadas de decisões.
Dentro da companhia há regras para a utilização destas ferramentas, mas como afirmou Pedro Luiz, ela é usada com muito discernimento e engajamento. A GM sabe que hoje todos navegam pelas redes sociais buscando informações a respeito de produtos e serviços, então como não implantá-las? Por meio delas a montadora consegue reforçar sua posição de mercado e ainda obtém inúmeras oportunidades para construir novos negócios e produtos.
A GM possui portal corporativo, portal mídia com conceito de “agência de notícias com informações corporativas”, 47 milhões de usuários ativos, possui Twitter com conteúdo institucional e mercadológico, é o quarto maior em usuários no Facebook e acaba de lançar seu mais novo carro totalmente por meio de redes sociais. “O uso de redes sociais é assunto sério para o público interno e principalmente para ouvir os clientes, suas reclamações e sugestões”, explica.
Uma plataforma interna ajuda na colaboração online, conectando a companhia de forma global e em tempo real, facilitando a comunicação, incentivando o diálogo e o compartilhamento de experiências, sempre com foco no negócio da empresa.
Pedro Luiz destacou que o uso das redes sociais foi fundamental no maior momento em que o mundo automobilístico passava por sua pior crise. Ajudou na revitalização da GM Brasil, na transição de lideranças e no retorno da rentabilidade. Hoje, todos dentro da companhia trocam informações com narrativas distintas e consistentes.
E o que significa comunicação para a GM Brasil? Pedro Luiz finaliza dizendo que “com muita criatividade devemos criar oportunidades de comunicação e relacionamento. É fundamental adotarmos uma dinâmica eficiente nos processos de transformação organizacional.” (Foto: Agência Imagem)

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 31/05/2012 em Uncategorized

 

Tags: , , , , , , , , , , ,

Profissional contemporâneo: há que ser veloz, sem perder a oportunidade, jamais


29/05/2012 – 19:19:36

Por Janaína Machado

Transformações, mudanças, o principal papel do profissional de comunicação moderno em cenários de crises econômicas mundiais foram temas abordados na palestra de nome “O Profissional de Comunicação Moderno – gerando negócios para cliente e para a agência” que Silvio Celestino apresentou na primeira tarde do Congresso Mega Brasil de Comunicação 2012, que a Mega Brasil realiza de 29 a 31 de maio, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo.  
Parceiro da RP1 Comunicação na área de treinamentos da agência e sócio-fundador da Alliance Coaching, Celestino mostrou que as grandes transformações humanas geram fortes influências tanto em nossa vida pessoal como profissional.  “O ser humano não passa por mudanças e sim por transformações e elas são imutáveis. Não há como retornar. Isto vai repercutir em tudo, inclusive na economia. E não mexe somente com o profissional de comunicação, mexe com todas as áreas”, explicou.  E qual é o cenário apresentado quando tudo está acontecendo no mundo, principalmente em uma economia em constante mutação?  O que as empresas vão enfrentar? 
Celestino explicou que em um cenário que se transforma a todo instante, as empresas e o profissional de comunicação devem estar preocupados para entender as leis que regem o mundo e a economia. “Sabemos que a economia mundial não está indo muito bem, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos, e as projeções realizadas recentemente pela revista The Economist para o Brasil não são tão boas. Talvez não haja um bom crescimento. Por este motivo, eu digo que as empresas precisam aproveitar este momento. Temos que planejar e executar em velocidade máxima.”, disse Celestino, para quem é preciso haver uma transformação rápida, nas empresas e no profissional. “É importante aprimorar as comunicações com as novas mídias; aprender a se comunicar com as novas gerações e aceitá-las como participantes ativas na construção de ideias, compreendendo que a tecnologia é a natureza dos negócios”, explicou. 
O palestrante afirmou que ainda há um longo caminho a percorrer nesta direção e quem não tiver esta visão não terá capacidade de se sustentar no futuro. “Ter a habilidade de saber o que vem pela frente; educar os acionistas, funcionários, clientes e comunidades; tudo isso, certamente vai ajudar os profissionais e a empresa a proporcionar mais lealdade aos seus produtos e serviços”, complementou.
E o que é esperado do profissional de comunicação? Como ele poderá contribuir com todo este cenário mundial de crises e transformações? “Engajamento no negócio do cliente; um profissional estratégico, planejador. Este profissional nunca poderá trabalhar com estratégia de sobrevivência, a empresa gastará toda a sua energia, esgotará os funcionários e não haverá crescimento”, disse. O ideal, segundo Celestino, é sempre ter em mente uma estratégia de crescimento e deu dicas importantes para ser um profissional de comunicação moderno: “Sempre apresentar soluções para mídias tradicionais e digitais; acompanhar novas formas de comunicação; ser bem informado, rápido e criativo e ter um poder de análise e eficiência na execução e na ação”.  E terminou de forma enfática:  “Em um cenário onde tudo muda e se transforma em velocidade máxima, o profissional de comunicação moderno não pode ter dúvida do que fazer:  ficar atento a novas fronteiras e tecnologias; estar sempre de olho no que vai surgir de oportunidade; não esperar que alguém ensine algo,pois deve ter capacidade para aprender sozinho; ter propósitos elevados e ver, principalmente, se está trabalhando em uma empresa com valores, crenças e ética semelhantes aos seus. E nunca, nunca perder as oportunidades”.
 
Deixe um comentário

Publicado por em 29/05/2012 em Uncategorized

 

Tags: , , , , , , , , , ,

Cursos e Palestras da Plano B! Conheça nosso Folder!

Imagem

Quer saber mais sobre a Plano B Consultoria Empresarial? Nós temos um site. Visite-o e conheça quem somos; nossa metodologia; nosso diferencial e muito mais: http://www.planobconsultoriaempresarial.com

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Comece 2012 mudando você!

Se você achou o ano de 2011 foi desafiador na área de comunicação, não sabe realmente o que te espera para 2012!

O ano de 2012 já entrou nos deixando na alma a plena certeza de que tudo que aprendemos em 2011 vimos ou lemos será amplificado até dezembro. E, não temos a menor ideia onde isto tudo irá parar!
Terminamos 2011 sabendo que este novo ano que acaba de nascer, teremos que ser muito mais inovadores, mais criativos, mais empreendedores, mais comunicativos, mais competitivos, mais mutáveis, mais, mais, mais…

Aprender mais é a palavra de ordem se você quiser continuar no mercado e visível nas redes sociais. Compartilhar conhecimento e informação, nem se fala. Ficar parado, deixar de ler o jornal um dia, não acessar a rede nem um segundo da semana, não sei não: sua vida pode estar por um fio. Sabe por quê? Você ficará por fora de tudo que possivelmente está acontecendo a sua volta. Devore o que puder: economia, política, tecnologia, mercado, marketing. Não faça distinção. Até mesmo saber do mais bobo seriado que está fazendo sucesso em um determinado canal ou na rede social é fundamental.

Parece estranho, mas é verdade. Estamos cada vez mais conectados e cada vez mais sedentos por informação, mesmo achando que não há necessidade para tanto. O #fato é que não conseguimos absorver a metade do que vemos durante o dia, mas temos que pelo menos passar o olho para não nos sentirmos idiotas diante de uma mesa de almoço, em uma conversa com familiares, filhos ou amigos, pois no mundo de hoje até mesmo a terceira idade já notou que estar conectado é saber que o mundo girar em uma velocidade avassaladora.

Ler e estar ligado à rede mundial, adquirir conhecimento e informação será no ano de 2012 condição sine qua non para dizer aos outros que “sim, sou uma pessoa informada e antenada com os acontecimentos que andam circulando pelo mundo e pelas redes sociais. Estou disposto a aprender, estou aberto para o mundo de hoje e as exigências do mercado.”

Então meus amigos, estejam preparados, pois a real mudança para 2012 está em você. Comece por você. Não fique parado. Não trace limites para seu aprendizado, para seu conhecimento. Não ache dificuldades entre cadeira e teclado. Ops! Agora, entre seus dedos e uma tela touch. Se você acha que seus olhos estão cansados e que fica plugado menos tempo do que deveria, prepare-se! A cada semana novos equipamentos irão surgir e muitas experiências adicionadas a eles. Além é claro, de muita e muita informação. Aconselho também a procurar ajuda com seu oftalmologista, pois vai precisar. Seus olhos ficarão cansados de tanta informação e este especialista está aí para nos auxiliar com as melhores lentes que há no mercado para que você possa enxergar melhor tudo que há na sua tela do iPad, iPhone, tablet, notebook ou desktop.

Não faça de seu iPad apenas um aparelho para dizer aos amigos que comprou em uma viagem de férias para a Flórida com seus filhos ou para Nova York com os amigos. Use-o para melhorar seus conhecimentos. Sem eles o mercado te engole e você emburrasse!
#ficaadica, conhecimento, informação, inovação, criatividade, ideias cada vez mais mirabolantes, empreendedorismo e competição cada vez mais acirrada, muita leitura, será fundamental para fazer com que você permaneça no mercado. Vá a palestras, seminários, congressos, saiba o que está rolando no mundo também além de sua telinha. Eles apresentam cases e muita troca de experiência.

Vou dizer mais: se está trabalhando em uma empresa e ela ainda não entrou na era da web 2.0 e ninguém dentro dela ainda não ouviu falar em marketing digital, transmídia, empresas startup! Iiiiiih, não sei não! Melhor você trocar de empresa, emprego e tratar de se informar rapidinho! Assim como o ano de 2011 voou, irá acontecer o mesmo em 2012. A web 3.0 já está batendo a nossa porta e você está parado aí, lendo o meu artigo com aquela cara de medo e sem saber por onde começar e o que realmente fazer? Mexa-se! Faça logo a sua mudança!  Sem tudo o que te disse o mercado irá lhe engolir e lhe queimar como um dragão.

Feliz 2012! Corra, fulano Corra! Ser fã de Star Wars, Star Trek é legal e Cult, mas, são momentos de lazer em sua vida! Saiba que George Lucas, este homem que tanto admira por ter feito um filme que revolucionou a sua adolescência ou infância é mais antenado do que você. Bem-vindo ao mundo da tecnologia, da transmídia e de tudo que é digital.  Bem-vindo 2012!

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Hã? Férias? Que férias?

No último dia de julho fui pega de surpresa. Liguei para minha prima, com a intenção de marcar aquele cineminha de criança com sua filhota e minha sobrinha de 8 anos e ganhei um: não vai dar. Para a minha infeliz surpresa, no dia seguinte ela já estaria de volta às aulas.

Como assim? Quando eu e minhas primas tínhamos férias elas eram imensas. As sonhadas férias de final de ano duravam três longos meses e só voltávamos para o colégio depois do Carnaval, quer dizer, férias começando no final de novembro e iniciando em março. No meio do ano então, eram férias de um mês e meio.

Descobri que a coitadinha de minha sobrinha tem apenas 15 dias no meio do ano e um mês e meio quando termina o ano letivo. Me bateu uma preocupação. O que a era da informação, do conhecimento, do avanço tecnológico, da transformação está fazendo com nossas crianças? Certamente estas crianças já estão transformadas. São crianças cansadas, que não tem tempo nem para brincar, enfurnadas em casa o dia inteiro em companhia do computador, enquanto seus pais trabalham.

Uma diferença louca entre a Geração X, Y e esta que a minha sobrinha pertence e ainda não tem nome: @ ou Z. A minha geração aprendeu a ter férias ao ar livre, brincando de roda, andando de bicicleta, passando meses na casa de verão da família, curtindo cada segundo, fazendo expedições e roubando caju e carambola das casas vizinhas. Raramente vemos crianças assim.

Hoje a Geração Y e Z não conseguem se desgrudar de seus Ipods, IPhones, e computadores. As brincadeiras de criança foram trocadas pelos jogos interativos. A praia pelos shoppings e assim mesmo, com os olhos grudados no celular.  No Natal a gente pedia bonecas, autoramas, patins, Atari – o PlayStation da época. Brinquedos que levam a garotada da Geração Y e Z morrerem de rir.

Poucos são os pais desta nova geração que se preocupam em tão pouco tempo dar férias aos seus filhos. Cinema, praia, interação com os amiguinhos fora da escola.

Não estou aqui condenando a Internet. Ela modificou nossas vidas, como nos relacionamos e fazemos amigos. A nova geração faz amigos virtuais e a Geração X acha os velhos amigos na rede social e adquiri novos da mesma forma que a Y.

A Internet é um mundo incalculável de informação e é claro, queremos que a Geração Y e Z saiba utilizá-la de forma adequada.  Fiquei horrorizada ao ler no final de semana a notícia de um menino inglês que morreu após uma trombose. Ele tinha o vício de ficar 12 horas por dia em frente ao computador, se comunicando com os amigos e brincando com jogos virtuais. O pai dele informou que o menino era uma criança que não dava trabalho, pois estava longe das drogas e perto dos olhos da família. O que este pai não conseguiu perceber é que seu filho, apesar de estar perto dos olhos protetores da família acabou morrendo porque não se exercitava, não levantava um único segundo em 12 horas para movimentar braços e pernas.

Perto dos olhos, longe do coração. Acho que não é exatamente isto que queremos para nossos filhos. Como qualquer pai protetor o ideal é estar perto dos olhos e do coração. Eles podem e devem utilizar todos os avanços tecnológicos. É inevitável o acesso, hoje toda a informação circula pela Internet e lá dentro está o mundo.

A Geração X se adaptou a todos os avanços para acompanhar seus filhos e futuros netos. Uma geração que se desconstruiu para se reconstruiu e nascer junto com esta nova era. Mas ainda se deparam com as diferenças de quando eram crianças e não é difícil estranhar e principalmente comparar.

Quem faz parte da Geração X se lembra perfeitamente que era ótimo curtir uma viagem com os amigos. Hoje, os novos jovens sabem que curtir é um enter no botão no Facebook. A geração anterior também fazia natação, inglês, jogava futebol, vôlei, balé, estudava piano. Eram atividades variadas, extras e amadas. A nova não consegue nem respirar, fazem tudo isto e ainda ganharam de brinde: espanhol, judô, capoeira e se duvidar em breve, mandarim. O negócio é voltar para casa junto com os pais. Eles possuem uma agenda adequada às etapas de trabalho que seus pais devem cumpri durante o dia. Nas férias: computador.

O Admirável Mundo Novo já chegou e muitos nem se deram conta de que ele se moderniza a cada dia. Transformações, inovações, ideias, criatividade, conhecimento, informação são oferecidos de forma ilimitada na internet e está ao alcance dos dedos e olhos de qualquer geração.  Mas tudo tem seu tempo e sua hora.

Já que: “Querida, encolhi as férias” e os pais quase não conseguem coincidir as férias com a de seus filhos, o jeito é ter um bom computador em casa para acabar com a solidão destas crianças. Isto é certo? Diminui a culpa dos pais trabalhadores? Sei não!

Mas, férias são férias. Vale dar férias também para a Internet. O problema é que as novas gerações acham que ficar um segundo longe dela estará fora do grupo e das inovações. Se sentem excluídos quando não sabem das novidades ao mesmo tempo dos amigos. Uma geração que prefere e se acostumou a trocar divertimento por aplicativos, pois estes são os divertimentos.

Já que o computador virou playground só resta aos pais não se culpar. Fiquem de olho para que não vire um vício, a ponto de esquecer a vida. Quanto ao meu cineminha com minha sobrinha, ficou adiado. A pobrezinha já volta tendo que fazer prova. Oh vida dura essa da Geração Y e Z, cada vez mais informatizada, mas se não for assim…

 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Renda-se! As mídias sociais vieram para ficar

Abra o olho, pois estamos passando por mudanças rápidas e os cenários estão a cada dia se apresentando de uma forma completamente diferente. Esta mudança nada mais é do que uma característica de nossa sociedade atual.

Se você é gestor e está sentando na cadeira, atolado de metas e não consegue enxergar que as mídias sociais vieram para ficar e ajudar tanto a sua equipe quanto a empresa, está na hora de parar absolutamente tudo e rever todos os seus conceitos. O líder de hoje enfrenta um ambiente cada vez mais competitivo e deve estar preparado para qualquer adversidade. Se não consegue aprender lendo, existem milhares de outros meios para ficar atento, saber das novidades e levar as rápidas mudanças para a empresa e sua equipe com o objetivo de engajar, construir fidelidade com os clientes e alcançar as metas estabelecidas.

Saiba caro leitor, que existem milhares de gestores em grandes empresas que desconhecem esta excelente ferramenta de gestão. Pior, não sabem a diferença entre mídias sociais e rede social. Não se espante! Apesar de estarmos em pleno século XXI e a Internet e a Geração Y estar dominando o mercado de trabalho, muitos líderes ainda vivem na Idade da Pedra, para desespero desta garotada, que domina o quadro de empregados das empresas.

Saiba ainda que há gestor que prefere envolver quase toda a sua equipe em um projeto, com o objetivo de escrevê-lo em um Prêmio, sem se dar conta de que o mundo lá fora está ultrapassando a velocidade da luz.

Conclusão que leva a uma simples equação: gestor e equipe desinformados + empresa sem aumentar a sua performance + baixa criatividade + usando velhas ferramentas de gestão = desastre total no mercado. Esta empresa não consegue reter talento, não avança e nem se destaca no mercado, os empregados ficam cegos para as milhares de novidades que aparecem a cada segundo na web 2.0.

Uma pena! O sorriso e a felicidade por vencer um prêmio, fica registrado para sempre em uma fotografia e vai servir apenas ser inserido em um currículo. Se estiver desinformado com relação às novidades, de nada adiantara o prêmio recebido.

Conheço gestor que não se dá conta da popularidade e da importância das mídias sociais, que se espalha como rastilho de pólvora. Claro que as mídias dentro de uma organização geram uma nova realidade, mas já passou o momento deste gestor se informar e saber que sua equipe precisa participar de palestras, navegar e estudar  tudo o que puder para levar novidades às reuniões e sugerir implantações que, certamente, serão vitais para o sucesso de todos, sem exceção.  Com toda certeza haverá aumento de desempenho, execução de alta qualidade e mais, a empresa poderá estar forte e competitiva globalmente. Não é exagero!

O problema é que as mídias sociais assustam, causam pânico, mas nada que um bom planejamento consiga resolver. Fica aqui a dica para líderes e funcionários de qualquer geração, X ou Y: aproveitem para conhecer melhor o que o mercado está apresentando, conheça as empresas que já desvendaram este “bicho papão”. Estamos em um momento de oportunidade única para engajar, fazer do funcionário um cocriador. Com a implantação das mídias ,acabou a era dos funcionários serviçais, aqueles que cumprimentam e recebem ordens. Estamos passando por momento de compartilhar informações para crescer e vencer.

Mas se você é ainda aquele gestor que não se rendeu, não escuta a sua equipe, está envolvido em vários planejamentos estratégicos, preocupado em fazer reuniões semanais, pensando em prêmios, sem saber das novidades que são apresentadas a cada segundo em palestras, congressos, redes sociais, aí vai uma outra e simples equação:

Gestor desinformado + equipe alienada = não há colaboração, inovação, competitividade e baixo resultado.

O que fazer? Sinceramente tanto você quanto a sua equipe devem ser substituídos mais rápidos do que a velocidade da web 2.0.

 

Tags: , , , , , , , , , ,

É segredo

Se é um segredo, não conte a ninguém!

Quem disse que segredo não é a alma do negócio. Segredo é aquilo que deve ser mantido em sigilo, não pode ser revelado de forma alguma. Foi mantendo um grande segredo que a Unidos da Tijuca venceu o desfile das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro. Um Segredo que valeu ouro e que hoje tem o gosto da vitória.

Nós, como profissionais de comunicação, devemos aprender uma lição importante com o carnavalesco Paulo Barros, um ex-comissário de bordo, que durante 14 anos voou nos céus do Brasil. Trocou de profissão para ser hoje o ex-aprendiz de Joãozinho Trinta. Ele não esqueceu o que estudou: criatividade e segredo era a alma de todo o seu talento e negócio, levado para sua equipe que trabalhou para o belo e inusitado desfile da Unidos da Tijuca.

Pare, pense e reflita: escola de samba é uma empresa como outra qualquer. Mesma estrutura, organização, organograma. Nela encontramos Presidente, Diretores, funcionários, financeiro, comunicação interna, assessoria de comunicação, advogados, terceirizados, marketing, RH, etc. Funciona da mesma forma: faz planejamentos estratégicos, reuniões, trabalho de integração e diretores de harmonia trabalham até a dispersão quando o desfile finalmente chega a Apoteose.

Eu escutei anos atrás, quando entrevistei Joãozinho Trinta, que se uma empresa trabalhasse da forma como uma escola de samba, não haveria tantos conflitos internos. “É tudo igual a uma empresa. Temos que ser organizados da mesma forma, planejar minuciosamente o que fazemos determinar metas e cronogramas, caso contrário o bolo desanda e a concorrência nos vence. Vocês podem aplicar tudo o que nós fazemos na escola de samba. Lá há integração, há harmonia, motivação, não há conflito. Se não houver integração, se não trabalharmos com alegria e metas, não conseguimos colocar a escola para desfilar e este não é o nosso objetivo”, diz Joãozinho Trinta.

Como uma empresa, uma escola de samba não tem nada de diferente. Eles têm uma meta que é vencer a concorrência e qual é a empresa que não deseja o mesmo? E para vencer, o que é necessário? Segredo. Foi mantendo segredo absoluto que a Unidos da Tijuca venceu a concorrência, deixando para trás grandes competidores e mais ainda, o povo na arquibancada e o mundo inteiro de boca aberta com a sua inovação, ousadia, criatividade e originalidade. A começar pela a Comissão de Frente, uma das mais originais de todos os tempos do carnaval carioca. O que continha ali: nada demais. Apenas segredo e uma equipe que acreditava no seu potencial e na sua inovação.

E não ficou por aí. Um carro com mais de cinco mil plantas verdadeiras, uma rampa com vários Batmans voando e Homens Aranhas escalando carros alegóricos. Fogo artificial que mais parecia verdadeiro em um carro que reproduzia a Biblioteca de Alexandria, que foi destruída em um incêndio, levando para sempre milhares de livros e segredos de nossa história.

A Unidos da Tijuca mostrou o que toda empresa deve ter: garra, motivação. Além disso, acreditar no trabalho em equipe e em um sonho, pois somente desta forma, conseguiriam conquistar, após 73 anos, a tão esperada  vitória. Hoje a escola e todos os seus “funcionários” sentem orgulho e carregam o título na alma e no coração de ser uma das grandes escolas do Rio de Janeiro. Uma equipe que trabalhou duro, em uma única meta e teve apenas 80 minutos para mostrar o esforço de um ano de uma comunidade/empresa.

Ser revolucionário e aceitar ideias também faz parte da diferença. Sabe como a Unidos da Tijuca criou o seu enredo? Depois que Paulo Barros, recebeu uma mensagem via Orkut, de Vinícius Ferraz, um rapaz de apenas 15 anos, que ama Carnaval. O adolescente teve a ousadia de encaminhar uma mensagem para o carnavalesco, que quase nunca abre suas mensagens. A ideia estava ali. Um enredo que falasse sobre todos os segredos da História da Humanidade. Uma única mensagem via rede social que mudou para sempre a história da Unidos da Tijuca. Paulo Barros acreditou e sabe o que ele fez? Manteve Segredo para Vinícius. Simples: um adolescente poderia ficar empolgado em saber que sua ideia foi aceita e sair espalhando para os amigos via rede social. Vinícius soube 12 dias antes do desfile. E saiba, Paulo Barros correu um risco tremendo com esta revelação, mas acreditou que o segredo seria mantido. Tudo correu bem e a vitória chegou com várias e várias notas 10 para esta empresa tão unida.

A mídia social, muitas vezes usada e até mesmo desacreditada pelas empresas e por profissionais de comunicação foi um meio para criação de um enredo que levou a escola a tão sonhada conquista. Se muitos gestores acreditassem e trocassem ideias com seus funcionários, a tal troca de conhecimento, poderiam estar vencendo a concorrência, assim como o carnavalesco conseguiu.

Fica aqui a lição para gestores e líderes de pequenas, médias e grandes empresas. Se uma escola de samba, que trabalha o ano inteiro como uma empresa, com integração e harmonia para alcançar suas metas, porque uma empresa não pode fazer o mesmo?

 

Tags: , , , , ,