RSS

Arquivo da categoria: Política Interna

Desperte o interesse de seus alunos

Professores, que tal uma palestra interessante para seus alunos? A Plano B pode ajudar a despertá-los para vários assuntos.

A Plano B está disponibilizando para Universidades cursos e palestras em duas áreas: Comunicação/Marketing/Publicidadde e Relações Internacionais. Você professor, vai traçar limites para o aprendizado de seus alunos? Entre em contato com a Plano B Consultoria.

Entre em contato.

Anúncios
 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Postura Empresarial

200573715-001Acho que postei um texto polêmico. Esta impressão irá depender de cada leitor. Alguns irão achar que estou certa e outros acharão que estou completamente equivocada. Mas, este post está sendo publicado com base em algumas lembranças que passei nestes últimos 10 anos, quando trabalhei com comunicação interna para uma grande empresa. Aprendi que além de muito estudo, ter dedicação ao trabalho, atender bem o cliente, passar motivação, valorizar funcionários, e informar bem todos que fazem parte da organização, era preciso adicionar ao meu perfil, uma postura empresarial.

Não estou me referindo ao modo de andar, falar etc. Mas, do funcionário aprender a se comportar diante de seu cliente interno. Saber atendê-lo adequadamente, ouvi-lo e respeitá-lo acima de qualquer relacionamento interno/externo. Claro que nos deparamos com clientes que acham que sabem mais do que você na área em que atua. São até arrogantes e prepotentes. Mas, você é profissional o suficiente para driblar esta situação com sua experiência.

Os recrutadores de RH deveriam ter mais tempo para analisar com cuidado o perfil e o psicológico de um candidato. Infelizmente isto não acontece devido à urgência para a ocupação de vagas nas empresas. A observação sempre é feita com mais detalhes por colegas e gestores no dia-a-dia de trabalho.

Parece bobagem, mas não é. Muitas vezes a postura de um simples funcionário pode acabar com uma equipe inteira e comprometer o trabalho e o esforço feito por meses e anos.

Não estou dizendo neste texto que os funcionários devem se portar como se trabalhassem para a Rainha da Inglaterra e obrigados a seguir o livro de etiqueta do Palácio de Buckingham. Claro que em uma reunião surgem momentos de descontração. Quero realmente dizer que certas posturas devem ser mantidas quando estamos diante de um cliente. A principal delas é manter uma atitude profissional, mesmo que do outro lado da mesa ou da linha esteja o seu melhor amigo de infância.eds033

Para mim, sempre um bom modo de fazer esta observação é confiar ao novo funcionário um evento supervisionado. As visitas técnicas são boas para este tipo de análise. Já tive pupilos que se revelaram em eventos e nestas visitas técnicas. Esqueciam tudo que eu havia lhe ensinado. Apresentava-se ao microfone não como coordenador, mas como se estive perante amigos do colegial. Mesmo não tendo a intenção, se portava de maneira equivocada, espelhando a postura que toda a equipe não tinha.

Além de todos os itens já relacionados no ótimo livro do Paulo Clemen, “Como Implementar uma área de Comunicação Interna”, ainda incluiria nesta lista, o comportamento e a postura. Manter um pouco de etiqueta, saber se apresentar, falar com seu cliente, diretores, presidentes, convidados da empresa de forma respeitosa etc. Temos    que ir além de tudo que aprendemos em casa, quando nossos pais nos ensinam segurar um garfo, falar, andar e saber se vestir. É importante nos portamos adequadamente em certas situações.

Como está no dicionário Houaiss postura é se comportar; porte; de proceder; posicionamento.

Vale lembrar que postura empresarial não está somente em manuais de como utilizar o e-mail, o twitter, a Intranet, os blogs empresariais etc. Está inserida também dentro do Código de Ética e Políticas Internas. Os funcionários precisam entender o que a empresa quer e qual a postura exigida, para que a organização seja uma referência, tanto externa quanto interna.

Alguns devem estar se perguntando. Mas, será que o autor deste post nunca perdeu a postura empresarial? Sim, mas tive dois mestres rigorosíssimos, que me ensinaram muito e estavam atentos a tudo que eu fazia, e ao sinal de um pequeno ou grande deslize eles conversavam comigo e prometia que nunca mais iria acontecer.

Depois de ler este post se autoanalise. Veja como você está se portando diante de seus clientes e dentro da empresa. Lembre-se que durante seu atendimento pode sim, haver descontração, mas nunca intimidades. Leia sempre o Código de Ética de sua empresa e a Política interna. Desta forma, estará evitando desconfortos empresariais.

 

Tags: , , , , , , , ,