RSS

A sua área de comunicação interna está no local certo?

04 maio

838345301Li recentemente um livro pequeno e excelente intitulado “Como implantar uma Área de Comunicação Interna – Nós, as pessoas, fazemos a diferença”, de Paulo Clemen. O autor é dono da Casa do Cliente e dispensa qualquer tipo de apresentação.

Apesar de morar no Rio de Janeiro, ainda não tive o prazer de conhecê-lo, mas sempre admirei o seu trabalho e o que este profissional pensa sobre comunicação interna. Posso confessar que após ler o seu guia prático e reflexões, fiquei mais apaixonada pelo que faço e tenho absoluta certeza:  sou uma profissional com perfil completo para esta área.

O que mais me chamou a atenção no livro foi a reflexão. Clemen me fez repensar todo o trabalho que vinha e venho desenvolvendo em mais de 10 anos em comunicação interna, quando no Brasil,  ninguém ainda sabia o que era endomarketing e como fazer campanhas internas.

Bem, meus primeiros cinco anos trabalhando ao lado dos americanos foram perfeitos apesar da área estar em local errado.  O endomarketing ficou por muito tempo ligada ao departamento de Publicidade de uma grande empresa. Depois de quatro anos construindo a área e ganhando credibilidade tanto interna quanto externamente, o presidente pediu que este trabalho fosse assumido pela Diretoria de RH. No início trabalhamos diretamente responde ao presidente e não era uma área voltada para fazer trabalhos de divulgação de programas de RH, pois este é o erro número um quando a comunicação interna fica atrelada ao departamento de recursos humanos.

As mudanças vieram e quando a gente pensava em uma forte melhora  veio a famosa Lei de Murph. Ficamos definitivamente vinculados ao RH, fazendo trabalhos de divulgação dos programas de RH, projetos que pudessem dar visibilidade a área e esporadicamente, um trabalho grandioso aqui e ali  voltado exclusivamente para todos os empregados e de comunicação interna (vocês sabem realmente do que estou falando: motivação, campanhas que pudessem integrar os funcionários aos negócios da empresa etc). O que aconteceu? O amargo desgosto da falta de reconhecimento.

Clemen tem toda razão. Geralmente quem trabalha nesta área são profissionais formados em  comunicação e sabem o que fazer. Mas, muitas vezes esses profissionais são amarrados a conceitos arcaicos que os obrigam a divulgar primeiro programas de RH. Somente muito tempo depois conseguem fazer campanhas de motivação, campanhas para desenvolvimento da empresa, programas que possam envolver todos os funcionários etc. E cá para nós, muitas vezes fazer campanhas de comunicação interna para todos os funcionários é um sonho de consumo para uma equipe de endomarketing.

Muitas empresas estão nesta linha que acabo de relatar e acredito que a maioria se encontra assim e posso garantir, tem gente batendo cabeça para tentar melhorar e nunca vai conseguir. Sabe por quê? Sou da corrente do Paulo Clemen que defende que a área de comunicação interna uma vez subordinada à presidência da empresa vai mostrar o seu real trabalho e valor para os empregados. Somente ao lado do presidente a comunicação interna consegue desenvolver o trabalho ideal e mostrar realmente o que é comunicação interna, uma comunicação transparente. A mensagem direta de quem comanda o negócio.

E para trabalhar na área é preciso ter perfil. Veja se você apresenta algum dos 10 itens listados:

  1. Ter formação na área de Comunicação e Marketing. Mais algumas empresas já estão aceitando profissionais formados em Ciências Humanas.
  2. Sempre saber na ponta da língua os negócios da empresa em que trabalha. Saiba sempre a estratégia de negócio.
  3. Relacionamento é essencial. Não faça distinção hierárquica. Do faxineiro ao presidente. A palavra certa para isto é um bom trânsito. Clemen tem toda razão, porque eu já trabalhei com muita gente que nem olhava para o faxineiro e muito menos para seus amigos de trabalho.
  4. Busque sempre soluções para os clientes internos. Saiba escutá-lo. Analise com atenção o que ele está lhe pedindo no momento do briefing. Somente desta forma você conseguirá realizar e apresentar um bom planejamento estratégico de comunicação interna.
  5. Nunca deixe a leitura de lado. Jornais, revistas, que podem ou não ser especializadas na área em que atua. Estas informações colocarão você por dentro dos fatos e acontecimentos. Mostrará que está “antenado” e não se descuida em querer obter conhecimento.
  6. Saber inglês, espanhol ou outra língua estrangeira te ajudará na leitura e na troca de informações com outras empresas
  7. Uma das principais dicas: seja sempre proativo. Sem proatividade você nunca sobreviverá neste campo.
  8. Uma dica: decore o organograma principal de sua empresa. É primordial saber quais são as pessoas que estão ocupando os maiores postos e que tomam as decisões de negócios. É importante que você mantenha contato com elas.
  9. Tenha uma visão sistêmica de sua empresa.
  10. Conheça profundamente a história de sua empresa, mesmo sendo uma empresa nova ou velha. Não importa. Tenha esta história em seu DNA.

São apenas dicas, um pouquinho da minha vivência e ainda uma pitada maravilhosa do livro do Paulo Clemen. Recomendo a leitura deste livro. E tenha certeza que será importante fazer uma reflexão de sua carreira nesta área tão dinâmica. Você com toda certeza irá descobrir se está ou não fazendo a coisa certa.

Não conheço pessoalmente o Paulo Clemen, mas quero agradecer este guia prático. Foi uma excelente reflexão de minha vida profissional. Sem querer me gabar, mas me gabando (rsrsrs), consegui me encaixar em todos os itens listados no livro. Não sou perfeita, mas procurava fazer o máximo para meus clientes internos que estavam sempre em primeiro lugar. Foi muito importante tudoque aprendi.

Hoje, trabalho de forma independente, e nada mudou. Meus clientes estão sempre em primeiro lugar. Eles são o meu verdadeiro foco. Pode apostar!

Boa sorte para todos!

Anúncios
 
4 Comentários

Publicado por em 04/05/2009 em Comunicação Interna

 

4 Respostas para “A sua área de comunicação interna está no local certo?

  1. Rui

    07/05/2009 at 08:35

    Ufa. Me encaixo perfeitamente no perfil para trabalhar na área,rsrsrs. Sou publicitário mas sempre preferi trabalhar em corporações do que agências. Gosto de me aprofundar. Em uma agência, vc trabalha para uma marca de café pela manhã e uma operadora de celular à tarde. Em uma empresa você só sobrevive se conhecer a fundo o negócio, os valores e a cultura interna.
    E esses 10 pontos expõem muito bem o desafio que os profissionais precisam superar.

     
    • janamachado

      07/05/2009 at 13:38

      Você disse tudo. Qdo se trabalha em uma agência os focos são completamente diferentes. Uma coisa é certa. Temos que estudar sempre. Trocar informações e tentar sobreviver neste mercado que tem uma velocidade estrondosa. Meu próximo texto vou tentar abordar a transparência na comunicação. Um problema sério principalmente, nas empresas de grande porte. Depois também dareo o resultado da enquete. Obrigada por sua opinião e vamos trocar informações.

       
  2. Paulo Clemen

    12/05/2009 at 21:18

    Janaína,

    Estou muito honrado com seus comentários. E fico ainda mais feliz por sua paixão pelo que faz. Hoje, um dos meus principais desafios é rodar pelo Brasil afora, facilitando o desenvolvimento de executivos em comunicação. Tenho a sensação de dever cumprido quando os olhos deles brilham na descoberta de como podemos ter melhores relacionamentos com as equipes quando queremos e sabemos fazer comunicação. Quando voltar ao Rio, marcarei para nos conhecermos pessoalmente. Sucesso no Top Blog. Abraço.

     
    • janamachado

      12/05/2009 at 22:21

      Paulo,

      Estou muito feliz por ter gostado de meu texto e emocionada por ter recebido um comentário tão positivo de sua parte. Hoje foi um dia de fortes emoções, pois acabo de ser contratada pela Universidade La Sallista de Niterói para dar um curso de extensão sobre a Importância da Comunicação Interna nas Organizações e o seu livro é o primeiro da lista na bibliografia obrigatória. Quero passar todo o conhecimento que aprendi ao longo de 10 anos de profissão para meus futuros alunos. Quero que eles tenham o mesmo brilho nos olhos que encontrei nos funcionários da antiga empresa que trabalhei quando realizava campanhas de motivação e premiação. O meu prêmio era este, o brilho no olhar.
      Claro que desejo conhecê-lo pessoalmente e ficarei honrada. Aguardo seu contato.
      Obrigada e um abraço.

       

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: