RSS

Arquivo mensal: maio 2009

Siga a Plano B pelo Twitter

Agora você também pode seguir a Plano B consultoria empresarial e assessoria de imprensa pelo Twitter.

Estamos presentes aqui no blog,  com as últimas notícias inseridas no Twitter e no próprio, com tudo que “twittamos” com nossos leitores até o momento.

Clique no selo e será direcionado para nosso Twitter.

Siga-nos! Será um prazer!

grey-twitterLogo Plano B igual Twitter

 
 

Tags:

A Consultoria Plano B apoia a campanha do agasalho do TOPBlog

A Plano B consultoria empresarial e assessoria de imprensa apoio plenamente a Campanha do Agasalho do TOPBlog 2009.

Clique na logo da campanha e saiba como você pode colaborar para esta ação social que pretende ajudar milhares de famílias carentes do Estado de São Paulo.

Sua ajuda é muito importante, pois ajudará a aquecer o corpo de uma criança, uma família ou pessoas já idosas que não tem nada para enfrentar o frio. A sua colaboração certamente estará fazendo com que alguém consiga obter calor humano e segurança para enfrentar esta estação.

camp_agasalho

Faça a sua parte! Um pequeno gesto como esse pode fazer a diferença.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 29/05/2009 em Campanha

 

Tags: , ,

A importância do reconhecimento, do orgulho e da motivação

71276671Por causa da crise mundial, muitos jornais e revistas estão procurando abordar um assunto que mexe com a cabeça de qualquer empresa e funcionário: motivação. Em tempos de crise, ter motivação para recuperar uma empresa é fundamental. Se o funcionário estiver desmotivado certamente esta organização empresarial estará fadada a algum fracasso. São nesses momentos que as empresas tiram da gaveta aquele planejamento estratégico de comunicação interna que provavelmente foi feito ou deveria ter sido pensado caso surgisse uma situação como esta.

Não podemos esquecer que motivar o funcionário de uma empresa é um fator primordial. Tê-lo engajado nos negócios e fazer com que ele saiba exatamente tudo o que acontece dentro da organização é essencial, principalmente, utilizando a famosa comunicação transparente. Mais do que tudo isto, o profissional de comunicação aliado ao gestor da empresa tem o dever de pensar sempre na valorização do funcionário que trabalha todos os dias para que esta corporação seja reconhecida pelos seus clientes e pelo mercado.

Infelizmente este item é esquecido muitas vezes pelos gestores. Nunca, mas nunca a comunicação interna/gestor, deve esquecer de reconhecer o trabalho e esforço que o funcionário de uma empresa está fazendo. Tenha certeza que ao reconhecê-lo perante seus colegas ele ficará feliz e satisfeito, uma realização que não tem preço, dependendo do momento pode ser maior que um bônus ou um aumento de 10% de salário. Claro que aumento é importante, principalmente nos momentos de hoje, mas ser reconhecido e valorizado pela empresa mexe com o orgulho do funcionário e motiva é claro, para dar andamento naquele trabalho que deve ser realizado.

Esta é uma ação simples que provoca o brilho nos olhos dos funcionários e está essencialmente ligada ao orgulho de fazer parte de um negócio e de uma corporação.  É uma missão muito importante para os profissionais de comunicação interna. Uma tarefa que pode ser semanal, quinzenal, mensal, bimestral, anual etc. Não importa, o que vale realmente é o acontecimento e o que ela provoca.

Muitas vezes este reconhecimento e a provocação do orgulho pode vir por meio de campanhas internas ou ações isoladas. Basta criá-las, e se quer que o brilho seja maior do que o provocado pelos raios solares chame os amigos desse funcionário e faça o presidente da empresa ou um diretor entregar alguma coisa ou elogiá-lo na frente de todos. Nossa! O resultado será excepcional! Motivação, valorização e orgulho, tudo ao mesmo tempo em uma só situação.

Não canso de contar para aos meus amigos que o reconhecimento de meu trabalho estava muitas vezes no brilho e na alegria que conseguia proporcionar quando organizava grandes convenções de vendas. Assisti muitas vezes do palco onde sempre ficava com os troféus e outros tipos de prêmios, os vendedores carregar um amigo vencedor pelos braços. Escutava gritos, apitos, confetes e serpentinas voavam pelo auditório. Eu segurava minhas lágrimas e a forte emoção que sentia, engolia o meu choro de alegria e continuava a premiação. O reconhecimento de meu trabalho e a valorização dos funcionários estava ali, representado pelos vencedores. Aquela euforia não tinha preço. Eu sentia um orgulho incontrolável do que havia proporcionado para eles e sabia que aquele reconhecimento e esforço foram compensados com a valorização e a premiação de toda aquela equipe. Eles se esforçaram para que os negócios prosperassem e foram reconhecidos por isto. A visão que tinha do palco provava que estava no caminho certo. Eu motivava, reconhecia e provocava naqueles vendedores o orgulho de fazer parte daquela corporação.

Senhores gestores, aprendam que somente motivação não é o essencial em momento de crise. Os seus funcionários, a sua equipe, precisam ser reconhecidos, valorizados pelo esforço que estão fazendo nesse momento tão delicado. Tenha certeza, o resultado será compensador e poderá ser a chave do sucesso.

 
 

Fundamentos do Marketing em Mídias Sociais no Instituto Infnet

Neste mundo globalizado e lotado de informações não podemos perder um segundo. Informação vale ouro, mesmo sendo nova ou velha. Escrevo isto porque fui assistir no dia 19 de maio, no Instituto Infnet, no centro do Rio de Janeiro, a uma agradável palestra sobre Fundamentos do Marketing em Mídias Sociais, ministrada pelo professor Sérgio Rodrigues.

O auditório estava lotado de estudantes e profissionais do mercado que compareceram para escutar as novidades dessas ferramentas sociais. Uma coisa é certa, escutar uma, duas, três vezes sobre o mesmo assunto é fundamental. Não importa! As novidades tecnológicas surgem de forma tão rápida em nossa telinha do computador que é sempre bom assistir de forma descontraída um assunto que você conhece. Foi o meu caso.

Sérgio apresentou todas as mídias sociais existentes no mercado. Mas fui surpreendida ao saber que muita gente ainda não conhecia algumas das mídias com mais de dois anos de mercado como LinkedIn, Twitter etc. Esta introdução para quem não conhecia o assunto foi muito importante, pois Sérgio apresentou conceitos, utilização de cada uma delas e cases de sucesso e como utilizá-las adequadamente em seus planejamentos de marketing.

O bom deste tipo de apresentação é poder contribuir e ajudar algumas pessoas que vão assisti-las com a intenção de saber tudo o que está acontecendo para conquistar o seu lugar ao sol neste mercado das mídias sociais. Acabei trocando informações e ensinando o caminho das pedras para pessoas que não sabem qual o rumo certo que darão em suas vidas. Sim, aparecem problemas psicológicos nestes lugares, mais é sempre bom ajudar.

Ainda consegui levantar uma bandeira para a comunicação interna, pois uma questão foi abordada na demonstração de um case que não deu certo e como consequência teve logo uma comunidade aberta no Orkut contra aquela empresa. Expliquei que era muito fácil culpar os funcionários pelo terrível atendimento oferecido aos seus clientes e analisando friamente e profissionalmente, não podemos esquecer que esse mal se reflete externamente por causa de problemas internos e muito sérios que acontecem dentro daquela empresa em questão. Como conheço a organização apresentada no case falei que seria necessário um trabalho minucioso para tentar recuperar o que há anos se mostra cada vez mais latente para o mercado. A simples troca de nome não resolveria o problema, pois seus funcionários continuam sendo mal tratados, sem reconhecimento, sem qualidade de vida e sem orgulho de trabalhar naquele local. Este trabalho não deveria ser desenvolvido pelo RH, mas sim pela comunicação interna junto à direção da empresa e com uma ampla visão sistêmica.

Ainda bem que todos concordaram com minha posição. Só tenho a dizer uma coisa para finalizar: as mídias sociais chegaram com tudo para ajudar a comunicação, o marketing, a publicidade, a sociedade e o mundo. É nosso dever saber usá-las com sabedoria. Tem muita gente por aí utilizando estas mídias para difamação, prostituição, venda de drogas, troca de ofensas, marcação de brigas, violência etc. Ferramentas que nasceram para agilizar e trazer o bem estão sendo utilizadas muitas vezes para o mal. Elas foram criadas para integrar e não desintegrar, desestabilizar a vida de uma pessoa, família ou grupo de amigos.

Use-as, mas com consciência!

 
5 Comentários

Publicado por em 20/05/2009 em Palestra

 

Motivação em tempos ruins! Será?

O blog “Prezados Colaboradores,” postou uma análise sensacional sobre a matéria de capa do suplemento “Boa Chance”, publicada no jornal “O Globo”, edição de domingo, 17 de maio de 2009.

A análise mostra de forma clara que não se trata somente de motivação quando se trabalha com comunicação interna. Motivação é um ponto básico do trabalho, mas está atrelado a outros fatores mais fortes e importantes. Orgulho, salário, qualidade de vida e principalmente, reconhecimento do funcionário pelo trabalho realizado.

Leia e comente esta brilhante análise. http://tr.im/ppcc

Parabéns ao blog “Prezados Colaboradores,”. Eu tive que postar, indicar o texto e direcionar os meus leitores para este excelente blog que está em links recomendados pela Plano B Consultoria.

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17/05/2009 em Comunicação Interna

 

O que é comunicação corporativa?

Fazendo as minhas pesquisas pelo You Tube achei este vídeo que adorei, mas ao mesmo tempo consegue deixar qualquer profissional da área de comunicação de cabelo em pé com a falta de informação de alguns alunos.

A sétima edição do Desenrola fez para vários alunos da Facha, da ESPM e transeuntes no Shopping Nova América a seguinte pergunta: “O que é comunicação corporativa?”. As respostas são as mais variadas. Gislaine Rossetti, diretora de comunicação corporativa da BASF para a América do Sul dá a resposta correta.

Quem perdeu a notícia publicada no site “Nós da Comunicação,” também produtora do vídeo,  não deve perder a oportunidade de assistir aqui.  Muito bom.

 
 

Tags: ,

Plano B Consultoria concorre ao prêmio TOP BLOG 2009

O Blog da Plano B está concorrendo ao conceituado Prêmio Top Blog, na categoria comunicação. É uma grande honra ter sido aceita uma vez que comecei a postar tem apenas um mês.

Para votar no Blog da Plano B basta clicar na logo que está exposta na barra direita do blog.  O  seu clique será direcionado para a página de votação. Clique no ícone ” votar neste blog”.  Seu voto será computado após você deixar nome e e-mail.

Conto com a participação de todos.

Vote no Blog da Plano B Consultoria

Vote no Blog da Plano B Consultoria

 
Deixe um comentário

Publicado por em 06/05/2009 em Comunicação

 

Tags: ,

A sua área de comunicação interna está no local certo?

838345301Li recentemente um livro pequeno e excelente intitulado “Como implantar uma Área de Comunicação Interna – Nós, as pessoas, fazemos a diferença”, de Paulo Clemen. O autor é dono da Casa do Cliente e dispensa qualquer tipo de apresentação.

Apesar de morar no Rio de Janeiro, ainda não tive o prazer de conhecê-lo, mas sempre admirei o seu trabalho e o que este profissional pensa sobre comunicação interna. Posso confessar que após ler o seu guia prático e reflexões, fiquei mais apaixonada pelo que faço e tenho absoluta certeza:  sou uma profissional com perfil completo para esta área.

O que mais me chamou a atenção no livro foi a reflexão. Clemen me fez repensar todo o trabalho que vinha e venho desenvolvendo em mais de 10 anos em comunicação interna, quando no Brasil,  ninguém ainda sabia o que era endomarketing e como fazer campanhas internas.

Bem, meus primeiros cinco anos trabalhando ao lado dos americanos foram perfeitos apesar da área estar em local errado.  O endomarketing ficou por muito tempo ligada ao departamento de Publicidade de uma grande empresa. Depois de quatro anos construindo a área e ganhando credibilidade tanto interna quanto externamente, o presidente pediu que este trabalho fosse assumido pela Diretoria de RH. No início trabalhamos diretamente responde ao presidente e não era uma área voltada para fazer trabalhos de divulgação de programas de RH, pois este é o erro número um quando a comunicação interna fica atrelada ao departamento de recursos humanos.

As mudanças vieram e quando a gente pensava em uma forte melhora  veio a famosa Lei de Murph. Ficamos definitivamente vinculados ao RH, fazendo trabalhos de divulgação dos programas de RH, projetos que pudessem dar visibilidade a área e esporadicamente, um trabalho grandioso aqui e ali  voltado exclusivamente para todos os empregados e de comunicação interna (vocês sabem realmente do que estou falando: motivação, campanhas que pudessem integrar os funcionários aos negócios da empresa etc). O que aconteceu? O amargo desgosto da falta de reconhecimento.

Clemen tem toda razão. Geralmente quem trabalha nesta área são profissionais formados em  comunicação e sabem o que fazer. Mas, muitas vezes esses profissionais são amarrados a conceitos arcaicos que os obrigam a divulgar primeiro programas de RH. Somente muito tempo depois conseguem fazer campanhas de motivação, campanhas para desenvolvimento da empresa, programas que possam envolver todos os funcionários etc. E cá para nós, muitas vezes fazer campanhas de comunicação interna para todos os funcionários é um sonho de consumo para uma equipe de endomarketing.

Muitas empresas estão nesta linha que acabo de relatar e acredito que a maioria se encontra assim e posso garantir, tem gente batendo cabeça para tentar melhorar e nunca vai conseguir. Sabe por quê? Sou da corrente do Paulo Clemen que defende que a área de comunicação interna uma vez subordinada à presidência da empresa vai mostrar o seu real trabalho e valor para os empregados. Somente ao lado do presidente a comunicação interna consegue desenvolver o trabalho ideal e mostrar realmente o que é comunicação interna, uma comunicação transparente. A mensagem direta de quem comanda o negócio.

E para trabalhar na área é preciso ter perfil. Veja se você apresenta algum dos 10 itens listados:

  1. Ter formação na área de Comunicação e Marketing. Mais algumas empresas já estão aceitando profissionais formados em Ciências Humanas.
  2. Sempre saber na ponta da língua os negócios da empresa em que trabalha. Saiba sempre a estratégia de negócio.
  3. Relacionamento é essencial. Não faça distinção hierárquica. Do faxineiro ao presidente. A palavra certa para isto é um bom trânsito. Clemen tem toda razão, porque eu já trabalhei com muita gente que nem olhava para o faxineiro e muito menos para seus amigos de trabalho.
  4. Busque sempre soluções para os clientes internos. Saiba escutá-lo. Analise com atenção o que ele está lhe pedindo no momento do briefing. Somente desta forma você conseguirá realizar e apresentar um bom planejamento estratégico de comunicação interna.
  5. Nunca deixe a leitura de lado. Jornais, revistas, que podem ou não ser especializadas na área em que atua. Estas informações colocarão você por dentro dos fatos e acontecimentos. Mostrará que está “antenado” e não se descuida em querer obter conhecimento.
  6. Saber inglês, espanhol ou outra língua estrangeira te ajudará na leitura e na troca de informações com outras empresas
  7. Uma das principais dicas: seja sempre proativo. Sem proatividade você nunca sobreviverá neste campo.
  8. Uma dica: decore o organograma principal de sua empresa. É primordial saber quais são as pessoas que estão ocupando os maiores postos e que tomam as decisões de negócios. É importante que você mantenha contato com elas.
  9. Tenha uma visão sistêmica de sua empresa.
  10. Conheça profundamente a história de sua empresa, mesmo sendo uma empresa nova ou velha. Não importa. Tenha esta história em seu DNA.

São apenas dicas, um pouquinho da minha vivência e ainda uma pitada maravilhosa do livro do Paulo Clemen. Recomendo a leitura deste livro. E tenha certeza que será importante fazer uma reflexão de sua carreira nesta área tão dinâmica. Você com toda certeza irá descobrir se está ou não fazendo a coisa certa.

Não conheço pessoalmente o Paulo Clemen, mas quero agradecer este guia prático. Foi uma excelente reflexão de minha vida profissional. Sem querer me gabar, mas me gabando (rsrsrs), consegui me encaixar em todos os itens listados no livro. Não sou perfeita, mas procurava fazer o máximo para meus clientes internos que estavam sempre em primeiro lugar. Foi muito importante tudoque aprendi.

Hoje, trabalho de forma independente, e nada mudou. Meus clientes estão sempre em primeiro lugar. Eles são o meu verdadeiro foco. Pode apostar!

Boa sorte para todos!

 
4 Comentários

Publicado por em 04/05/2009 em Comunicação Interna